Reconquistar a Autoridade dos Pais: O Desafio!

Se você é pai ou mãe já deve ter passado por alguns momentos onde seu filho ou filha parece acreditar que dita as ordens em casa. Se isso acontece de vez em quando, é normal, as crianças aprendem sobre autoridade com o passar do tempo, mas se esse comportamento passa a ser rotineiro, é hora de observar com atenção e, possivelmente, retomar a autoridade perdida.

Se seus pedidos são costumeiramente ignorados, e seus filhos dão aquela jogada de ombro para as suas ordens, faça uma reflexão: quem é a autoridade dessa família? Os pais ou os filhos?

Não estamos falando de autoritarismo, nem de repreensões extremas. Ser a autoridade é muito mais do que impor respeito, é demonstrar que existe na figura do pai e da mãe alguém com o direito de decidir sobre a vida de um menor que, de fato, está sob nossos cuidados.

Ser a autoridade é exatamente ser o responsável por essa criança/adolescente. Evite abrir mão disso.

Quando você deixa seu filho(a) tomar todas as decisões, está sendo responsável pelas atitudes dele(a)?

É hora de retomar a autoridade, demonstrar com clareza, sinceridade e convicção que você, pai ou mãe (ou os dois), é quem toma as decisões. Você é o provedor, mantenedor e orientador dessa casa. Você quer um filho do qual tenha orgulho! Você é o encarregado de fazer isso acontecer. Abrir mão disso é abrir um precedente para frustração.

Então pare por um momento e pense nas situações onde a autoridade devia estar com você, mas não está. Decida como pretende agir na próxima vez e aja com firmeza. Firmeza é decisão, não arrogância! É agir, acima de tudo, com amor.

Quando você voltar a ser a referência dentro de casa, sentirá a paz reinante, verá a harmonia tomar conta de toda a família e, de repente, tem uma família estruturada, que se entende e se respeita e se empenha em união.

Um grande abraço dos seus amigos Matheus e Werner Hille.

Featured Posts
Últimos Posts
Arquivo
Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
Werner Hille
Porque terapia não precisa ser um saco.

​© 2020 Hille Terapia

Todos os direitos reservados